Select Page

Inbound Marketing

Como é que o Marketing de Conteúdo pode ajudar a minha empresa?

13 de Outubro de 2021

Olá! Nesta publicação iremos compreender o que é e quais são os principais aspectos do marketing de conteúdo. Conheça mais sobre essa ferramenta que vem se tornando cada vez mais popular e que entrega ótimos resultados de marketing para as empresas.

 

O início de tudo: Inbound Marketing

 

Para falarmos sobre Marketing de Conteúdo, primeiro devemos compreender o conceito de Inbound Marketing. O termo, desenvolvido e difundido pelos criadores do Hubspot, Brian Halligan e Dharmesh Shah, está relacionado ao conceito de fazer com que os potenciais clientes procurem a empresa e não o contrário, que seria a empresa ir até ao consumidor (com anúncios na TV ou internet, por exemplo).

Por essa razão, o Inbound Marketing também é conhecido como marketing de atração, pois seu principal objetivo é despertar o interesse do público e literalmente atraí-lo para o ambiente da empresa.

A dúvida que fica é: Porque é que alguém procuraria uma empresa de livre e espontânea vontade? Qual é a razão que leva um cliente, sem clicar em nenhum anúncio, a ir ao site de uma determinada empresa e fechar negócio? Para responder a estas perguntas, devemos primeiro contextualizar as diferenças existentes entre inbound e outbound marketing.

blog-vfr-identidade-visual

Marketing de Atração ou Inbound Marketing, funcionam como um “imã” que atrai clientes em potencial.

Diferenças entre Inbound e Outboung Marketing

 

Se Inbound Marketing, como já mencionado, é uma forma de atrair potenciais clientes, o Outbound Marketing é uma forma de ir buscar esses clientes, em vez de atraí-los. E a forma mais eficaz de fazer isso é através das ferramentas mais tradicionais de marketing, publicidade e propaganda, como por exemplo anúncios de TV, Rádio, média impressa, outdoor e billboards. Entretanto, anúncios em plataformas digitais também são considerados ações de Outbound Marketing.

Embora exista a percepção de que as estratégias Inbound e Outbound são concorrentes, não devemos olhar para elas em termos de comparação. Por outras palavras, é difícil determinar que uma é pior e a outra melhor. Isso acontece porque tanto o Outbound, como o Inbound Marketing podem trazer retorno significativo para as empresas, desde que sejam aplicados no contexto correto e de forma profissional e estruturada.

O Outbound, entretanto, vem perdendo popularidade ao longo dos anos, exatamente porque os potenciais clientes estão saturados da publicidade convencional. marketing.

Saturação por anúncios e publicidade tradicional

 

Este artigo, publicado no caderno de negócios do The New York Times, intitulado “A indústria da propaganda possui um problema: pessoas odeiam anúncios”, mostra um pouco o paradigma, vivido pelos anunciantes e pelas agências de publicidade dagrande saturação do público em relação aos anúncios tradicionais.

Parte desta aversão deve-se ao grande número de anúncios a que somos expostos ao longo do nosso dia. Seja ao apanhar o metro, ao ouvir rádio, ao assistir a vídeos no Youtube, ou ao utilizar as nossas redes sociais favoritas, a verdade é que somos “bombardeados” por anúncios o tempo todo.

Num estudo publicado no site PPC Project, podemos ver que os números são assustadores: uma pessoa comum, ao longo do seu dia, é exposta a um número entre 6.000 a 10.000 anúncios! Não, não leu errado. São mesmo muitos anúncios!

E é exatamente por isso que o Inbound Marketing, juntamente com o Marketing de Conteúdo passa a fazer cada vez mais sentido, afinal, quando estamos passivos à comunicação (quando os anúncios chegam até nós, inclusive interrompendo o nosso entretenimento muitas das vezes), a probabilidade de os ignorarmos é muito maior do que quando nós mesmos procuramos determinado tema.

blog-vfr-identidade-visual

Anúncios e estratégias “convencionais” chamam cada vez menos atenção dos clientes em potencial.

O conteúdo como ferramenta de marketing

Agora que já entendemos os fundamentos do Inbound e Outbound, veremos como o conteúdo pode ser uma excelente ferramenta de marketing.

Num mundo onde somos “bombardeados” por informações e anúncios, a empresa que consegue oferecer um conteúdo atrativo o suficiente para que o cliente procure o que ela tem a oferecer, terá muitos benefícios.

Mas como fazer isso?

Devemos entender que o termo “conteúdo” difere de “oferta”. Se o João oferece serviços profissionais de eletricista, pouco adianta ele criar conteúdo sobre os seus pacotes de serviços em si (numa lógica de marketing de inbound). No entanto, se ele criar um canal no Youtube a ensinar a trocar lâmpadas e a fazer pequenas reparações elétricas, por exemplo, as pessoas que estão a tentar resolver um determinado problema, terão contato com o seu conteúdo.

Eles se tornarão clientes automaticamente? É óbvio que não. Entretanto, terão tido um primeiro contato com o João, poderão inscrever-se no seu canal, acompanhar os seus outros vídeos sobre o tema, e num determinado momento podem vir a precisar de um eletricista. Quando isso acontecer, caso o conteúdo do João seja interessante o suficiente para estas pessoas, bem como demonstre o seu conhecimento técnico na área, elas poderão contratá-lo para o serviço que precisam.

O exemplo de um canal de Youtube é apenas uma das possibilidades para o Marketing de Conteúdo.

Quais os formatos para o Marketing de Conteúdo?

 

Há muitas formas de utilizar o marketing de conteúdo, como por exemplo:

  • Vídeos
  • Podcasts
  • E-books
  • Infográficos
  • Freebies (amostra grátis de produtos ou serviços)
  • Webnários
  • Tutoriais
  • Entre outros.

Além disso, um dos formatos mais populares é o que está a consumir agora: um texto num Blog. E as principais razões para se utilizar Blogs é que possuem um baixo custo e contribuem para uma boa indexação nos motores de busca.

É provável que tenha chegado ao nosso site através de uma pesquisa num motor de busca, como o Google ou o Yahoo. Isso não acontece por acaso. A publicação regular de conteúdo de qualidade e profissional contribui para que o site a ocupe as primeiras posições.

blog-vfr-identidade-visual

Diferentes tipos e formatos de conteúdo podem ser utilizados em estratégias Inbound.

SEO e Marketing de Conteúdo

 

SEO é a sigla para Search Engine Optimization e está relacionada aos esforços levados a cabo para que os sites sejam visualizados nos motores de busca. Se existem milhões de sites sobre um mesmo tema, quando o utilizador faz uma pesquisa sobre este tema, quais são os critérios que fazem o site A aparecer na primeira página do Google e o site B aparecer na oitava página?

A resposta é um conjunto de fatores que os motores de busca levam em consideração, que envolvem desde a arquitetura do site, a sua velocidade de carregamento, bem como a sua otimização para dispositivos móveis. Outros elementos também são analisados, como a relevância do domínio, a existência de links para o site (e do site para sites de terceiros), etc.

O conteúdo, entretanto, é um dos principais fatores considerado pelos motores de busca e engloba a relevância do conteúdo, o uso de termos e palavras-chave, a autenticidade do conteúdo, a regularidade das publicações, etc.

Por isso, o Marketing de Conteúdo é uma das principais ferramentas para auxiliar no SEO dos sites, bem como os blogs são uma ótima forma de atrair potenciais clientes para o site da empresa. Lembramos que este é apenas o primeiro passo. Depois, é necessário construir uma relação com o público para, apenas posteriormente a isso, “vender” algo efetivamente.

Capturando o Lead e transformando-o em cliente

No marketing digital, de forma geral, referimo-nos ao potencial cliente como lead. No caso do Marketing de Conteúdo, o lead é o utilizador que demonstra interesse no nosso conteúdo e chega até ao nosso site ou canal. Neste momento, é importante criar estratégias para que o cliente continue a ter contacto com a empresa, caso contrário, ele poderá simplesmente fechar a janela do navegador e nunca mais encontrar o seu site.

É por essa razão que as ferramentas de captura de leads são importantes. São uma forma de fazer com que o utilizador continue a receber os conteúdos da sua empresa, que fazem sentido para ele, e da empresa continuar a construir uma relação com o lead (que se pode tornar cliente).

Os formulários de inscrição são uma boa forma para ter algum contacto do cliente e poder enviar e-mails sobre novos conteúdos, por exemplo.

Relativamente a isso, temos um ótimo formulário aqui embaixo, onde se pode inscrever e receber em primeira mão todas as novidades do nosso blog, sempre com ótimos conteúdos relacionados ao Marketing e à Tecnologia. Já se inscreveu? 😁

Quer receber novos artigos de Nosso Blog?Assine Gratuitamente a Newsletter VFR Tech

Não enviamos SPAM

Fale conosco no WhatsApp!